Engajar o time de vendas da sua marca com o e-commerce é mais fácil do que parece

setembro 14, 2020 5:38 pm Publicado por Deixe um comentário

A Social Full Commerce tem a tecnologia para engajar o seu time nas vendas por e-commerce.

O comércio de rua fechou as portas, os shoppings também, o modelo tradicional de trabalho mudou de endereço e se instalou na casa dos colaboradores, tornando o home office uma das poucas alternativas viáveis para manter as empresas de portas abertas.

No meio de tantas mudanças repentinas, um modelo de negócio se destacou: o ecommerce. Nesse formato, as portas estão sempre abertas para o consumidor sem que ele tenha que sair de casa. Ou seja, o comércio físico pode até fechar, mas há maneiras para que as vendas continuem acontecendo sem que você tenha um vendedor atendendo presencialmente.

Apesar das vendas online terem crescido rapidamente nos últimos anos, o ecommerce representa atualmente menos de 5% do faturamento total do varejo. Isso quer dizer que ainda há muito mercado a ser explorado. Sabendo disso, grandes e pequenas marcas estão olhando para o mercado online como uma das saídas para as lojas virarem o jogo nesse momento de crise.

Refletindo mais especificamente sobre o papel dos vendedores das lojas físicas, devemos considerar: A integração dos canais, como exemplificamos acima, é importante para que o vendedor não veja a loja virtual como uma concorrente da operação física.

No relacionamento com o cliente, é importante que o vendedor tenha autonomia para oferecer as condições mais adequadas para o cliente, independentemente do canal escolhido. Nesse ambiente integrado, o vendedor deve enxergar o ambiente digital como um aliado.

É por meio da plataforma digital que ele vai conseguir reunir mais informações para o cliente e colocar a experiência dele em primeiro lugar. O engajamento do vendedor fica mais fácil quando ele percebe como o digital pode contribuir para melhorar seus resultados, por isso é fundamental estabelecer políticas de remuneração baseadas no perfil do cliente, e não no canal de vendas.

Para agilizar as tarefas, ele deve ter acesso aos dados do cliente e estar preparado para usá-los para uma oferta mais assertiva.

Outro aspecto importante: é importante que ele possa usar as plataformas digitais para atrair o cliente até a loja. Um dos exemplos é o uso de aplicativos como o ZapCommerce. Nesse caso, o vendedor envia ofertas personalizadas e, a distância, faz todo o processo de encaminhamento da venda, até chegar no pagamento. Como você viu neste artigo, o vendedor da loja física tem um papel importante para incrementar os negócios nas operações omnichannel.

Para otimizar os resultados, contudo, ele depende do apoio das soluções tecnológicas. A melhorar maneira de engajá-lo, então, é prepará-lo para lidar com esse novo ambiente, mostrando a importância de proporcionar uma experiência omnichannel ao cliente.

Para que isso aconteça, é essencial:

— conhecer o público-alvo;

— automatizar os processos da loja;

— investir na personalização do atendimento e da comunicação; — sincronizar os canais;

— focar no relacionamento e não no simples atendimento;

— redobrar a atenção com as possibilidades de inovação, tanto na operação como nas estratégias.

Engajar os vendedores da loja física no e-commerce é um dos desafios para que as organizações consigam aproveitar melhor o potencial das novas tecnologias e, com isso, garantir a sobrevivência (e o crescimento) de seus negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *