Conheça o Clubhouse, rede social de áudios adotada por Elon Musk e Boninho

fevereiro 10, 2021 9:00 am Publicado por Deixe um comentário

Clubhouse ganha espaço no mercado brasileiro após repercussão de conversas entre personalidades mundiais e nacionais

Uma nova rede social despertou a curiosidade dos brasileiros após reunir o dono da Tesla, Elon Musk, o presidente executivo do aplicativo de investimentos Robinhood, Vlad Tenev, e personalidades como Drake e Oprah Winfrey.

A ferramenta chama-se Clubhouse e foi lançada mundialmente em abril de 2020. Ainda está em versão beta (experimental), e tem como proposta promover conversas ao vivo por áudio.

Até dezembro, o Clubhouse somava 6 milhões de usuários. É avaliado em cerca de US$ 1 bilhão.

O aplicativo recebeu atenção especial no sábado – 6.fev.2021-, após a abertura de uma sala com o diretor da TV Globo José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho, que está dirigindo a edição 21 do reality show Big Brother Brasil.

A rede social chegou a ser um dos assuntos mais comentados pelos brasileiros no Twitter. Segundo o Google, as buscas pelo app tiveram salto de 7% a 100% no período de 24 de janeiro a 6 de fevereiro.

Criado por 2 ex-funcionários do Google, Paul Davison e Rohan Seth, o Clubhouse requer convite de um usuário já cadastrado para admitir novos participantes –assim como fazia o Orkut, antiga rede social do Google.

Em entrevista ao site CNBC na última 2ª feira – 1º.fev.2021 -, o CEO da rede social, Paul Davison, informou que procura maneiras de monetizar a plataforma. Paul afirma que os usuários poderão ganhar dinheiro com a rede social por meio de um sistema semelhante ao de crowdfunding oferecido pelo Patreon. Assim, será permitido ao criador da sala de conversas receber o valor diretamente do público que o acompanha.

“Queremos permitir que eles [usuários criadores de conteúdo] possam ganhar a vida diretamente com o Clubhouse por meio de assinaturas, eventos com ingressos e recebendo dicas de ouvintes que ficarão felizes em poder pagá-los diretamente pelas experiências que estão criando”, disse Paul ao CNBC.

A plataforma ainda não cobra os usuários pelo conteúdo. O Clubhouse é gratuito e não tem anúncios publicitários. Está disponível para uso apenas em iPhones e equipamentos com sistema iOS.

COMO FUNCIONA

Após recebido convite para ingressar na rede social, o usuário pode escolher entrar em salas de conversa que são categorizadas por diferentes assuntos. Há a possibilidade de criar salas de conversas privadas para quantas pessoas o usuário permitir.

Em uma espécie de podcast ao vivo e separados por classificação entre moderador, speaker e ouvinte, é possível controlar quem “sobe” no “palco” (tem microfone aberto para falar) e quem apenas escuta (tem o microfone mutado).

As conversas não podem ser gravadas e a plataforma não permite o armazenamento. Sendo assim, não há como consultar alguma conversa ou voltar alguns segundos para ouvir novamente. Esse diferencial tem sido alvo de reclamações em outras redes sociais.

Clubhouse está disponível apenas como versão beta, mas Paul Davison e Rohan Seth dizem que pretendem lançar o aplicativo finalizado ainda neste ano.

Conheça a coleção de produtos da Social2Shop!

Social2Shop é um Marketplace para parceiros da Social Full Commerce.

Leia Também:

Omnichannel no varejo: estas empresas vão te inspirar a colocar a teoria em prática
YouTube testa ferramenta de compra diretamente nos vídeos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *